Uma vida de posicionamento (parte 4)

Pr. Vagner Oliveira

Texto Base: II Crônicas 22:15-21

Nos estudos anteriores pudemos notar que Uzias começou seu reinado bem jovem, com apenas 16 anos. Em todo seu ministério foi alguém que pôde experimentar grandes coisas da parte de Deus assim se tornando muito poderoso e reconhecido em todas as partes. O Senhor o ajudava em tudo, porém esse rei tão reconhecido terminou seu reinado se uma forma trágica pois deixou de depender de Deus e não soube lidar com o reconhecimento.

Em II Crônicas 26:16-21 podemos ver como se deu a queda do Rei Uzias, ele se tornou orgulhoso e cheio de si mesmo, achou que poderia oferecer coisas a Deus que cabia somente aos sacerdotes da época, em todo tempo esqueceu-se de que foi Deus quem o ajudou até ali, O orgulho alimentou seu pecado.

Uzias quis tomar uma posição que não era sua, o que podemos chamar de “Síndrome de Lúcifer” como vemos em Isaías 14:10-14 o Lúcifer também se encheu de orgulho e soberba, o que também o destinou à queda, quis ocupar uma posição que não era sua.

Precisamos nos lembrar sempre que nos somos nem podemos nada sem Deus, a Presença Dele é o que nos sustenta e nos capacita para todas as coisas.

Uzias passou a viver na sua própria vontade, prepotente, não aceitava mais confrontos de ninguém por causa do seu orgulho.

- Quantas vezes também não temos sido orgulhosos e “crianças birrentas” como Uzias? Queremos ser senhor mas não queremos ser servos. Deus não dá nada para “crianças birrentas”.

Uzias teve seu ministério interrompido porque cresceu além da conta, não soube lidar com isso. Quantas vezes também nos achamos maduros e experientes suficiente para não depender mais de Deus? Não permita que o crescimento, títulos e reconhecimento te leve para longe do Senhor, não se acostume com as coisas de Deus pois a falta de CRUZ nas nossas vidas nos afasta Dele.

Lúcifer quis ser igual a Deus enquanto Jesus que era o próprio Deus se esvaziou de si mesmo. Em Mateus 16:24 nos mostra o modelo que devemos seguir, o princípio que Jesus nos deixou é esse: Perder para ganhar, mas infelizmente insistimos em caminhar na direção contrária da cruz.

Lúcifer queria reconhecimento, Jesus queria a vontade do Pai. Como será que temos vivido? Será que temos sido como Uzias e nos esquecemos do que Deus já fez em nossas vidas?

Deus nos chama para estarmos contentes e reconhecermos o que Ele já fez em nossas vidas, precisamos lembrar todos os dias que até aqui nos ajudou o Senhor e que não somos nem podemos nada sem Ele, é preciso lembrar de onde saímos.

Existe um grande inimigo que precisa ser vencido: o próprio EU, pois o orgulho nos afasta não só de Deus , mas de pessoas também. Não podemos querer ser melhor do que os outros. Muitas vezes passamos por dificuldades e não sabemos o porque, Deus quer nos tratar.

Jesus sempre foi simples e humilde, e nós cristãos muitas vezes somos mais parecidos com lúcifer do que com Jesus. Podemos usar como exemplo um vaso de flores, o que traz utilidade e beleza ao vaso é o seu conteúdo, a planta que preenche todo o espaço, assim também somos nós, Deus é a planta que quer preencher todo espaço vazio do nosso coração, caso contrário continuaremos a ser vasos vazios, sem utilidade e valor.

Deus quer usar nossas vidas mas precisamos depender Dele! Ele tem um chamado para nós mas muitas vezes queremos fazer a obra sem o Deus da obra.

Onde gastaremos nossa vida? Para ganhar o reino de Deus, é preciso perder muitas outras coisas. Deus nos chama hoje para sondarmos o nosso coração, abandonarmos todo orgulho e soberba e rejeitarmos o caminho mal.

Em nome de Jesus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>