Os Profanos e o Santo

Preletor: Pastor Almir de Freitas

Texto Base: I Samuel 2:12-36

Essa é uma palavra de alerta para toda a Igreja de Jesus. Infelizmente, existem lobos em meio às ovelhas. Existem pessoas que não conhecem a Deus, envolvidas em nosso meio apenas por interresse próprio. Note bem que apenas estão no meio da igreja, pois estão longe de ser a Igreja do Senhor Jesus.

No livro de I Samuel 2, a bíblia nos narra a história de Samuel, Eli que era sacerdote na casa do Senhor  e seus dois filhos Hofni e Fineias que o ajudava a exercer o sacerdócio. Porém a bíblia nos diz que Hofni e Fineias não conheciam à Deus, e que eram filhos de Belial. Àqueles que estavam destinados a serem filhos do Deus vivo, passaram a ser filhos do próprio satanás, e mesmo sendo sacerdotes, não se importavam com Deus.

Mas como pode alguém não servir a Deus e ainda assim ser sacerdote? Esses dois homens eram “profissionais da fé”, e hoje em dia também vemos muito desses por aí. Pessoas que somente buscam o seu próprio beneficio, achando que existe uma receita pré-estabelecida para servir a Deus, a fim de se beneficiar. Triste quem pensa dessa forma, na verdade está longe de conhecer a Deus, assim como Hofni e Fineias. Estes além não conhecer a Deus, também brincavam com Deus, roubando as ofertas que eram para o Senhor. De todo sacrifício que se dava, uma porção era destinada ao sacerdote, porém Hofni e Fineias queriam muito mais do que apenas uma porção, onde a bíblia diz que aqueles que não entregavam tudo oque era pedido, eles tiravam à força. Também vemos esse tipo de atitude hoje em dia, onde pessoas que se dizem sacerdotes tentam arrancar verdadeiras fortunas à custa da fé dos fiéis. Pessoas sem escrúpulos, que não veem a pessoa, mas vêem somente os bens da pessoa. Se você tem muitos bens, você serve para mim, caso o contrário você não serve para mim. Infelizmente isso existe. Quando não agimos com o coração de Deus, o Senhor se entristece muito com isso. Não fomos chamados para cuidar dos bens da pessoa, mas sim para cuidar das próprias pessoas que, aliás, é o bem mais precioso que Deus pode ter.

Além de roubarem ao Senhor, Hofni e Fineias estavam tendo relações sexuais com diversas mulheres. Entenda que um abismo puxa o outro abismo. Com toda certeza esses dois não começaram com toda essa depravação, e isso serve de alerta para todos nós. Temos zelado por relacionamentos santos em nosso meio, que preservam a integridade de ambos. Então ouvimos dizer: “que chato, não pode nem pegar na mão, isso não tem nada haver.” Talvez Hofni e Fineias começaram pegando nas mãos daquelas mulheres. Depois nos ombro, na cintura, e por fim se consumou na relação sexual, a ponto de todos ao redor verem oque estavam fazendo, nem pudor eles tinham mais. O pecado é semelhante à bebida alcoólica. Você toma um copo e está tudo bem, toma dois, três copos e ainda está lúcido. Mas daí para frente perde o controle, e não se lembra de mais nada. Assim é o pecado, cuidado.

Você já deve ter ouvido a seguinte frase: “Não existe pecadinho ou pecadão, pecado é pecado.” Em partes essa frase é verdade. Independentemente do que aconteça, se nos arrependermos genuinamente de todo o nosso coração, Deus vai nos perdoar. Porém, todas as conseqüências que esse pecado pode me trazer, com toda certeza vai afetar toda a minha vida, tanto espiritualmente como fisicamente. Note a diferença: alguém se desentende com outra pessoa, e discute apenas verbalmente. Outro alguém também discute com uma pessoa, porém passa para a agressão física até a morte da outra pessoa. Percebe a diferença? Cada caso existe um nível de conseqüência.

A bíblia diz em I João 5:16 que existem pecados que são para a morte. Mas que tipo de pecado é esse? Esse é o pecado de desprezo com o Espírito Santo. O contrário do amor não é o ódio e sim o desprezo. Despreza o Espírito Santo, por exemplo, aquele que se “aparenta todo certinho”, nos cultos ora e dá o dízimo, porém vai para os cultos já com o pecado “tramado” em sua cabeça, vai para o culto já na certeza que após o amém vai para o motel curtir a noite. Quem tem esse desprezo, está longe de ter arrependimento. Veja mais oque a bíblia diz sobrre isso em Mateus 18:6-7 e em Mateus 26:24.

Em meio a toda essa sujeira, vemos o jovem Samuel ali, que mesmo vendo tudo oque acontecia, permanecia puro e ministrava ao Senhor. A bíblia diz que todo ano, sua mãe Ana subia até a cidade para levar seu sacrifício a casa do Senhor, e junto levava uma roupa sacerdotal nova de linho para Samuel. Essa roupa de linho dos fala de pureza, de santidade. Observamos também que Ana e seu marido ensinavam a Samuel como ele deveria adorar e ministrar a Deus. Aqui está uma grande forma de educarmos nossos filhos, sendo o exemplo e ensinando como deve se portar um servo de Deus. Pais, não fujam diante da responsabilidade de ensinarem a seus filhos a forma de se viver uma vida com Deus. Ana foi além do que apenas “fazer” um filho, ela o ensinou os caminhos do Senhor, mesmo que estando distante, enquanto temos visto pais que “de perto” ignoram a educação de seus filhos.

Infelizmente, Eli foi um desses pais que não ensinou a seus filhos corretamente a maneira de se ter uma vida com Deus. Eli sabia tudo oque vinha acontecendo, mas simplesmente fez vistas grossas a tudo. Quando Eli já estava bem velho, ele até tentou tomar uma atitude, dizendo:

“Pecando o homem contra o próximo, Deus lhe será o juiz. Pecando, porém, contra o Senhor, quem o poderá livrar?”

Mesmo com estas palavras seus filhos os ignoraram, já estavam envolvidos a um nível muito profundo no pecado, a ponto de Deus dizer que iria mudar o projeto que havia feito para a vida deles. Isso mesmo, Deus tinha um projeto já preparado, mas devido às conseqüências do pecado, Deus teve que mudar todo esse projeto.

Um homem de Deus foi enviado até Eli para confrontá-lo, e Deus diz que Eli estava pisando em seu Sacrifício. Meu querido, qual foi o maior sacrifício de Deus? Foi enviar Jesus, seu filho único, para nos trazer salvação. Pisamos no sacrifício quando desprezamos seu sangue. Pisamos no próprio Jesus, quando insistimos em viver na prática do pecado, quando na verdade já somos livres. Você já viu alguém sair da prisão e querer voltar para lá? Pois bem, é assim que acontece, toda vez que pecamos, recuamos dando um passo atrás pra voltar às correntes e cadeias. Afinal, porque estamos pisando em Cristo? O Senhor nos deu a oportunidade de sermos chamados filhos, porque ainda assim pisamos Nele?

Eli estava dando mais valor aos seus filhos do que ao próprio Deus. Honrava primeiro a seus filhos e depois a Deus. Isso por causa da vista grossa que fez em relação ao pecado de seus filhos. Não quis discipliná-los, simplesmente ignorou.

“Porque aos que me honram, honrarei, porém os que me desprezam serão desmerecidos.”

Isso foi oque disse o Senhor, diante da vista grossa de Eli. Aqui foi onde Deus mudou o seu projeto, e daqui para frente passaram a ser desmerecidos. Aqui Israel passa a entrar em estado de guerra contra os filisteus. Em um primeiro momento, Israel foi derrotado perdendo quatro mil homens. Em toda a história sempre houve o conhecimento de que Deus favorecia Israel em suas batalhas. Essa derrota deixou bem claro para eles ali que o Senhor não os ajudou na batalha. Ao invés de pedirem um direcionamento para Deus, resolveram levar a Arca da Aliança do Senhor até a guerra, achando que iria resolver. Tentaram resolver com as “próprias mãos”, tratando a presença do Senhor como um “amuleto”. É claro que isso de nada adiantou, e morreram mais trinta mil homens nessa batalha, entre eles Hofni e Fineias, além da Arca da Aliança ter sido roubada. Eli ao ficar sabendo de tudo isso, se assustou e caiu de uma cadeira, quebrando seu pescoço e ocasionando sua morte. Esse foi o final trágico de Eli e seus filhos, homens que não fizeram o seu papel de sacerdote corretamente. Talvez eles tenham começado bem, porém terminaram mal. Em meio a toda essa matança, nasce o filho de Fineias, chamado de Icabô, cujo significado é “foi-se a glória de Deus”. Pais como Eli acabam morrendo, e deixando sua geração futura sem a glória de Deus.

A obra do Senhor é perfeita, e o Senhor não deixou a sua casa vazia. Em meio a tudo isso, Samuel ia crescendo e foi separado para a função sacerdotal. Mesmo criado em meia a toda essa bagunça e confusão, Samuel não se deixou influenciar, pois estava firme no Senhor, e não nos homens, era alguém que foi ensinado da maneira correta, por isso não se desviou dos caminhos do Senhor. Diante do exemplo de Samuel, fica frustrada toda e qualquer “desculpa” de alguém dizer que se desviou ou tomou tal atitude por causa de alguma pessoa. Na verdade, se essa desculpa for dada, isso só irá mostrar o quão longe de Deus essa pessoa está, e que não tem compromisso algum com o Senhor.

Agora, Samuel já como sacerdote na casa do Senhor, leva o povo ao arrependimento, em I Samuel 7:3-4. Após esse arrependimento, os filisteus novamente quiseram enfrentar o povo de Israel, agora, porém, a presença do Senhor estava com eles, e o inimigo foi derrotado pelas mãos do Senhor. Chamou então Samuel aquele lugar de Ebenézer e afirmou: “Até aqui nos ajudou o Senhor.”

Com Eli e seus filhos, a história terminou com Icabô, onde a glória do Senhor se foi. Já com Samuel, a história terminou em Ebenézer, onde até aqui nos ajudou o Senhor. E a sua história, onde vai terminar, em Icabô ou em Ebenézer?

Faça qualquer coisa, mas nunca brinque com Deus. Hofni e Fineias brincaram com o Senhor, e tiveram a vida tirada tragicamente por conta disso. Fica o recado: se você tem brincado com as coisas do Senhor, é apenas questão de tempo para a glória do Senhor sair de sua vida e você ser destruído pelo inimigo.

Igreja do Senhor Jesus, se posicione como a pedra que Samuel cravou diante da vitória, e veja o Senhor te ajudar aonde quer que for.

2 ideias sobre “Os Profanos e o Santo

  1. Daniela Leite Marques

    Pastor Almir, a sua palavra foi a voz de muita gente, nos como membros observamos algumas coisas e comportamentos que constrange, já ouvi de muitos irmãos a seguinte frase: vc é muito certinha!!!!! Sai dessa.
    Minha conversão foi gradativa, mas creio que foi fincada cada palavra de Deus em meu coração.
    Eu compreendo que todos os dias pecamos e que é momento de pedir perdão tb a todo tempo.
    Sabe, alguns desses comportamentos mencionados na palavra acabam afastando pessoas que ainda não conhecem a palavra de Deus e é muito ruim escutar uma pessoa de fora falando mal do cristão e vc não poder defender por saber que todo o comentário é verdade.
    Estava um dia conversando com uma discipuladora e ele falava que o que faltava era confronto, entrevistas periódicas sobre a vida e conduta de cada um, mas ela falou que isso iria afastar muitos fiéis e por isso não eram feitas. Realmente é necessário purificar a noiva o preço por vezes parece caro, mas a eternidade não tem preço. Obrigada pastor, espero que a sua voz tenha ecoado.
    Amo o senhor.
    bjs Dani Marques

    Responder
  2. wagner

    jesus em meio ao seu sofrimento de dor, descepção, sentimento de abandono não teve nenhuma atitude contra a aqueles guardas aqueles homens que o humilhavão, ele elevou seu coração ao maior dos sentimento, o perdão a adoração e clamor por eles, assim devemos tratar nossos irmãos, com coração de cristo por mais que as vezes eles nos decepsionam

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>