O Domínio Próprio na Vida do Cristão

Pastor José da Silva

Textos base: Pv 25:28 e Pv 16:32

 “Como a cidade com seus muros derrubados, assim é quem não sabe dominar-se.”

Provérbios 25:28

“Melhor é o homem paciente do que o guerreiro, mais vale controlar o seu espírito do que conquistar uma cidade.”

Provérbios 16:32

 A falta de autocontrole (Domínio Próprio) é um problema que está presente não só na Igreja, mas nas pessoas de um modo geral.

E quando se trata de um cristão que não conseguiu “domar” essa força interior, o estrago no nosso testemunho diante da sociedade é muito grande.

 “Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei.”

Gálatas 5:22-23

 Se nós produzirmos o último fruto que é o domínio próprio, todos os outros frutos começarão a existir em nossa vida.

Domínio próprio é como um muro de defesa contra os desejos malignos que guerreiam contra nós, sem esse muro nos tornamos vulneráveis. É o controle do individuo, o governo dos desejos, a capacidade de evitar excessos.

Três áreas onde o cristão é mais atacado:

Corpo

Nosso corpo foi criado por Deus e a bíblia diz que tudo o que Deus criou é bom. Mas se entendo que tudo o que Deus fez é para o meu proveito, significa que isso também tem limite. Ao mesmo tempo em que isso é uma bênção para mim, eu não posso estragá-la.

Glutonaria, preguiça e impureza sexual são pecados relacionados ao corpo.

Pensamento

A porta de entrada são os nossos olhos e ouvidos. Em seguida, começa-se a pensar.

A mente humana é como uma estufa, e os pensamentos são como sementes que estão sendo semeadas em um terreno.

Se eles não forem filtrados, vão germinar e se tornar realidade. A mente do cristão, mesmo sendo morada de Deus é atacada constantemente. Por essa razão, Paulo diz em 2 Coríntios 10:5 para levarmos nosso pensamento cativo à obediência de Cristo.

“… levamos cativo todo pensamento, para torná-lo obediente a Cristo.”

2 Coríntios 10:5

 Emoções

Pessoas que não tem domínio próprio podem até não querer “explodir”, mas por não terem controle de suas emoções acabam por assim fazer.

Para que haja transformação da nossa vida, é preciso disciplina e disposição para mudar p nosso temperamento.

Mas sozinhos não conseguimos e por essa razão existem algumas disciplinas.

Precisamos reconhecer diante de Deus as áreas que precisam ter equilíbrio. Quando começamos a fazer essa parceria  com o Espírito Santo com a intenção de mudar, Deus vem sobre nós.

Temos que compreender de que a nossa vontade é fortalecida pela obediência. Se há vontade de mudar, deve – se andar pelo caminho da obediência.

E grande parte de aprendizado do Domínio Próprio está em quebrar os maus hábitos e substituir por atos bons.

Pode levar tempo, mas é possível experimentar a plenitude de Deus.