O Dia em que A Igreja Casou-se Com o Mundo

Pr. Vagner Oliveira

Texto base: Apocalipse 2:12 – 17

“Ao anjo da igreja em Pérgamo escreva: Estas são as palavras daquele que tem a espada afiada de dois gumes.
Sei onde você vive, onde está o trono de Satanás. Contudo, você permanece fiel ao meu nome e não renunciou à sua fé em mim, nem mesmo quando Antipas, minha fiel testemunha, foi morto nessa cidade, onde Satanás habita.
No entanto, tenho contra você algumas coisas: você tem aí pessoas que se apegam aos ensinos de Balaão, que ensinou Balaque a armar ciladas contra os israelitas, induzindo-os a comer alimentos sacrificados a ídolos e a praticar imoralidade sexual.
De igual modo você tem também os que se apegam aos ensinos dos nicolaítas.
Portanto, arrependa-se! Se não, virei em breve até você e lutarei contra eles com a espada da minha boca.
Aquele que tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas. Ao vencedor darei do maná escondido. Também lhe darei uma pedra branca com um novo nome nela inscrito, conhecido apenas por aquele que o recebe.”
Apocalipse 2:12-17

Pérgamo quer dizer ostentação, altura, elevação e era uma igreja do século quatro que enfrentava dificuldades como podemos ver no versículo 12, pois o trono de Satanás estava estabelecido naquele lugar. Sabe-se que era um lugar onde havia muitas perseguições aos cristãos, pois Constantino, o Imperador da época era pagão. Depois de sua “conversão” ao cristianismo houve uma mudança no cenário. Os cristãos que antes eram perseguidos começaram a ser ajudados, da mesma forma que aqueles que se tornassem cristãos também seriam. Constantino então passou a dar pão, mudas de roupas e moedas de prata a eles. A partir desse momento, as pessoas passaram a ser “cristãs”, não por causa do sacrifício de Jesus, mas por interesse e porque havia se tornado um modismo.

Constantino quis assim conquistar o Reino de Deus com influência mundana, mas o Reino de Deus é conquistado por homens e mulheres que passaram pela cruz do calvário.

 “E creu até o próprio Simão; e, sendo batizado, ficou de contínuo com Filipe; e, vendo os sinais e as grandes maravilhas que se faziam, estava atônito.
Os apóstolos, pois, que estavam em Jerusalém, ouvindo que Samaria recebera a palavra de Deus, enviaram para lá Pedro e João.
Os quais, tendo descido, oraram por eles para que recebessem o Espírito Santo
(Porque sobre nenhum deles tinha ainda descido; mas somente eram batizados em nome do Senhor Jesus).
Então lhes impuseram as mãos, e receberam o Espírito Santo.
E Simão, vendo que pela imposição das mãos dos apóstolos era dado o Espírito Santo, lhes ofereceu dinheiro,
Dizendo: Dai-me também a mim esse poder, para que aquele sobre quem eu puser as mãos receba o Espírito Santo.”
Atos 8:13-19

Em Atos 8:13-19 podemos ver que assim como Constantino, Simão o mágico, também se converteu à fé, mas no momento em que eles receberam o Espírito Santo, Simão quis comprar o Reino de Deus com a sua influência. Simão é aquele que está correndo atrás somente dos benefícios, está preocupado em ir à igreja para ganhar algo, ser curado, para ser abençoado, etc. E trazendo para os nossos dias, será que isso tem sido diferente? Será que não estamos tentando conquistar o Reino de Deus em benefício próprio?

Para ser participante do Reino de Deus não é necessária influência mundana ou dinheiro, é necessário que se tenha compromisso de santidade, pois o Senhor trabalha somente com quem é fiel. Se nós quisermos ser a noiva restaurada precisamos pagar o preço, deixar a superficialidade, parar de sermos cristãos somente de aparência e não podemos ser como Pérgamo, que abriu as portas para que o mundo entrasse.

Quais as portas que você tem aberto para que o mundo entre em sua vida?

É tempo de fechar as portas para o pecado e fazer os consertos que precisam ser feitos.

V.13 “Contudo, você permanece fiel ao meu nome e não renunciou à sua fé em mim, nem mesmo quando Antipas, minha fiel testemunha, foi morto nessa cidade, onde Satanás habita”.

Ainda que Pérgamo fosse a igreja que tinha se casado com o mundo, havia uma pessoa séria, Antipas, “Ant” quer dizer Contra e “Pas” quer dizer Tudo, ou seja, contra tudo o que vem contra Deus. Antipas é aquele que não se corrompe, que é contra o pecado, é aquele que mantém o nome de Deus dentro da igreja.

Quem é você, Antipas que é a fiel testemunha, que não se contamina, ou é Pérgamo, que é a igreja que se casou com o mundo?

Se nós não frearmos o mundanismo, como a próxima geração vai encontrar a igreja?

v. 17“Aquele que tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas. Ao vencedor darei do maná escondido…”

Antipas não é comprado com o pão de Constantino, mas espera pelo maná, pelo pão que desceu do céu, que é Jesus Cristo.

v.17 “… Também lhe darei uma pedra branca com um novo nome nela inscrito, conhecido apenas por aquele que o recebe.”

Hoje Deus quer nos dar um novo nome, quer mudar o nosso nome de Pérgamo, para Antipas. Ele quer que tenhamos compromisso com Ele, antes que Ele venha com sua espada e separe o mundo da igreja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>