O Caminho da Intimidade

Pr. Vagner de Oliveira

Texto Base: Lucas 5:1-7

Deus nos criou para que possamos ser amigos dEle, colocou o homem em um jardim onde pudéssemos ser livres para ter Intimidade com ELE, entretanto o pecado entrou em nós e como consequência nos afastou de Deus. O anseio de Deus ainda hoje é ter intimidade com as suas criaturas, embora Ele mesmo tenha nos concedido o presente de sermos chamados seus Filhos e Herdeiros, mas como filhos precisamos buscar intimidade com nosso Pai e no texto de Lucas 5 podemos aprender alguns princípios valiosos para alcançar a intimidade com Deus, desfrutando assim do Melhor que ELE pode nos preparar.

Intimidade é algo precioso e não conseguimos oferecer a muitas pessoas, na vida de Jesus não foi diferente, existiam pelo menos três tipos de pessoas que passaram por seu ministério: os discípulos, os seguidores ocasionais e a multidão.

Em Lucas 5, os discípulos de Jesus saíram para pescar e após uma noite inteira em alto mar, não conseguiram pescar um peixe sequer, quando chegaram a praia pela manhã, Jesus os encontrou e ordenou que afastassem o barco da praia, pois a multidão estava por toda a praia. Com isso podemos aprender que para ter intimidade com Deus, é necessário nos afastarmos das coisas do mundo, coisas que a multidão pratica, a multidão não tinha compromisso com Jesus, seguia de longe e quando queria, os discípulos estavam 24h por dia ao lado de Jesus.

Os discípulos eram diferentes da multidão justamente porque eles não praticavam as mesmas coisas, talvez você não tem frutificado ou crescido pois está entretido no meio da multidão, está seguindo outras pessoas ao invés de seguir Jesus. Como você tem sido reconhecido lá fora? Se Jesus fosse escolher 12 discípulos hoje, será que o seu nome estaria na lista?

Talvez tenhamos vivido nos alimentando das migalhas, quando na verdade o desejo de Deus é nos fazer desfrutar de um banquete preparado por Ele. Precisamos deixar de viver com a multidão, entrar no barco, ser participante para que possamos atingir novos níveis de maturidade contra o pecado e atitudes contrárias à palavra de Deus.

Quando não somos discípulos e não andamos na mesma visão, pouco ajudamos e muito atrapalhamos, é necessário que estejamos alinhados ao propósito eterno de Deus.

Em que nível nós nos encontramos?

A palavra de Deus diz em II Coríntios 5:7 diz: Pelo que, se alguém está em Cristo nova criatura é; as coisas velhas se passaram e eis que tudo se fez novo; sendo assim, não deve haver espaço na minha vida para coisas do passado, se tais coisas tem estado em mim é porque falta INTIMIDADE.

Talvez estejamos aguardando algo, concretização de sonhos, alvos e projetos alcançados, mas não recebemos porque ainda estamos vivendo os costumes da multidão, o maior projeto que alguém pode traçar para sua vida é o de ser mais íntimo de Deus, como verdadeiro discípulo.

Princípios Para Ter Intimidade

1-     Estar no barco: Isso nos fala de mudar de nível, subir um degrau a mais, realizar coisas novas, aceitar discipulado, aceitar ser confrontado, ser discípulo.É tempo de crescimento.

2-     Faz-se ao mar alto: Deus nos instrui a buscar as águas profundas, ir além, fazer o que ninguém faz. É necessário sair do raso. No relacionamento com Deus ainda existem coisas as quais Ele ainda não revelou, e se continuarmos no raso Ele nunca nos revelará. Lugar de discípulo é no PROFUNDO;  não podemos viver de experiências dos outros. Quanto tempo temos investido nas coisas que realmente interessam? Precisamos influenciar e não sermos influenciados. Se isso não tem acontecido é porque falta PROFUNDIDADE. Em que nível as águas se encontram em nossa vida?

3-     Lançai as vossas redes: Naquela passagem, todos eram pescadores e não haviam pescado nada, Jesus era carpinteiro e possivelmente aos olhos humanos não entendia nada sobre pesca. Podemos aprender com os discípulos que talvez tenhamos nos apoiado naquilo que sabemos ou no que nossos olhos naturais enxergam, e por causa disso deixamos de OBEDECER. Porém, mesmo diante daquela situação eles decidiram obedecer. Discípulos obedecem em tudo, mas a multidão obedece quando convém. Nessa história, onde nos encaixamos?

Talvez eu e você muitas vezes já pensamos em “lavar as nossas redes” , isso nos aponta a parar, desistir, abrir mão porque talvez uma, duas ou três vezes algo não deu certo, mas temos que enxergar com os olhos da fé que existe uma grande pesca preparada para aqueles que decidiram obedecer, entrar no barco, se afastar do que não convém, buscar profundidade e intimidade com Deus para que no tempo certo o Senhor realize milagres em nossas vidas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>