Motivos de Alegria

Preletor: Pastor Roosevelt

Texto Base: Mateus 2:1-11

Um assunto que quase não ouvimos falar é dos reis magos, tanto que na bíblia eles só são citados uma vez. Mateus não revela quantos eram esses homens que foram visitar Jesus, mas revela que eram reis. Depois de aproximadamente 300 anos que foi descoberto que se tratava de três pessoas, Melchior que era Sírio, Gaspar era Indiano e Baltazar que era Árabe. Vale ressaltar também o significado do nome de cada um deles. Melchior significa Deus Envia o Rei, Gaspar é Aquele Que Testemunha, e Baltazar é Aquele Que Manifesta o Rei. O primeiro presente que foi o ouro está relacionado à realeza, o segundo que é o incenso representa a fé e a mirra que representa longevidade, eternidade. Mas, porque esses homens que eram reis decidiram sair de sua terra, para fazer o que eles fizeram? Acredita-se que o tempo de viagem desses homens tenha sido de dois anos. Qual foi objetivo dessa viagem? É certo que não foi ao acaso. Era um projeto de Deus, pois foram guiados por Ele. 

Tendo, pois, nascido Jesus em Belém da Judéia, no tempo do rei Herodes, eis que vieram do oriente a Jerusalém uns magos que perguntavam:
Onde está aquele que é nascido rei dos judeus? pois do oriente vimos a sua estrela e viemos adorá-lo.
O rei Herodes, ouvindo isso, perturbou-se, e com ele toda a Jerusalém;
e, reunindo todos os principais sacerdotes e os escribas do povo, perguntava-lhes onde havia de nascer o Cristo.
Responderam-lhe eles: Em Belém da Judéia; pois assim está escrito pelo profeta:
E tu, Belém, terra de Judá, de modo nenhum és a menor entre as principais cidades de Judá; porque de ti sairá o Guia que há de apascentar o meu povo de Israel.
Então Herodes chamou secretamente os magos, e deles inquiriu com precisão acerca do tempo em que a estrela aparecera;
e enviando-os a Belém, disse-lhes: Ide, e perguntai diligentemente pelo menino; e, quando o achardes, participai-mo, para que também eu vá e o adore.
Tendo eles, pois, ouvido o rei, partiram; e eis que a estrela que tinham visto quando no oriente ia adiante deles, até que, chegando, se deteve sobre o lugar onde estava o menino.
Ao verem eles a estrela, regozijaram-se com grande alegria.
E entrando na casa, viram o menino com Maria sua mãe e, prostrando-se, o adoraram; e abrindo os seus tesouros, ofertaram-lhe dádivas: ouro incenso e mirra.”

           Os três reis magos tinham um propósito, um objetivo, e dependeram da orientação de Deus para essa viagem, ela não foi feito ao acaso.

No versículo 10 vemos que eles se regozijaram. Isso é uma extrema ação e reação de alegria. Não é somente satisfação ou contentamento. Eles tiveram uma atitude de júbilo em somente saber do nascimento. Será que nós que O conhecemos não poderíamos ter essa mesma atitude? Nós temos motivo de ter uma atitude jubilosa? Sim, claro que temos! O próprio Espírito Santo habita em nós, e isso já deveria ser nosso motivo de alegria. Muitos de nós parecemos estar indiferentes, mergulhados na inércia e no ostracismo na maioria do tempo. A nossa felicidade deve estar em Deus, não nas coisas terrenas.

Qual é o motivo da sua tristeza? E o de sua alegria?

Como podemos transparecer Jesus se parecemos tristes? Não que seja proibido ficarmos tristes, mas não podemos fazer disso uma rotina. O mundo precisa ver que existe um Deus e que Ele é o motivo da nossa alegria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>