Ligados na Videira

Pr. Flávio Baroli

Texto Base: João 15:1-8

No Texto de João 15, Jesus se compara como sendo uma videira, onde Ele é o tronco principal, e Deus o lavrador. Quanto a nós, Jesus diz sermos os ramos da videira. Jesus vai mais além, e diz que todo aquele que permanece nEle dá Muitos frutos, assim como os ramos que estão ligados na videira.

Para entendermos melhor, há uma série de características que podemos aprender com uma videira:

  • O tronco de uma Videira é a principal fonte de nutrientes para os ramos

Jesus é o tronco principal da videira, logo nós como ramos, estamos todos ligados a Cristo. Todo o tipo de nutrientes que precisamos vem diretamente de Cristo. Esses nutrientes são para nós os cultos, as células, o discipulado, a leitura da palavra e oração e é nessa estrutura que aprendemos e crescemos.

Como vemos em Efésios 1:22-23, Jesus é o cabeça da Igreja, é o topo da estrutura, o topo do corpo da Igreja. E nessa estrutura, onde Cristo é o Cabeça e a Videira, todos nós dependemos uns dos outros, para viver em plena comunhão. Observamos isso em uma videira, quanto a partir dos próprios ramos nascerem outros ramos, e ligados em si, uns alimentam aos outros, a partir do tronco que é Jesus.

  •  Toda Videira precisa ser podada

Com o passar o tempo, é necessário fazer uma poda na videira. Passam dias, sol e chuva, e as folhas podem ficar meio murchas e/ou secas. Podem parar de dar frutos e até mesmo as pragas atacarem, prejudicando assim todos os ramos. Porém isso é facilmente resolvido com uma poda.

Nossa poda é quando Deus nos fala de coisas que precisamos deixar ou tratar. Nossa poda é quando nossos líderes e pastores falam em nossas vidas, a fim de crescermos. Nossa poda é aquele jejum ou voto. Todas essas coisas servem de poda para nós, algo que é necessário e muito bom, pois só assim podemos ser renovados e voltar a frutificar, quando cortamos tudo aquilo que não nos faz bem, quanto cortamos tudo aquilo que nos prejudica.

Muito diferente de ser podado, é ser cortado da videira. Quando sou podado, eu sou tratado e cresço. Já quando há o corte, primeiro eu vou secar, para depois ser cortado da videira, de por último lançado ao fogo. Secamos quando deixamos nosso propósito de lado, e não deixamos ser podados por Deus. Além de secar a minha vida, vou secar também todos aqueles outros ramos que estiverem ligado à partir de mim, todas aquelas pessoas que estão após mim.

  •  Os frutos da Videira servem para alimento 

Com grande certeza, ninguém gosta de comer uma uva azeda ou com muitos caroços, não é mesmo? Com base nessa verdade, podemos nos perguntar como tem sido os nossos frutos? Os frutos do Espírito de Deus estão descritos em Gálatas 5:22, e são todos doces e sem nenhum caroço. Porém os frutos da carne não bem azedos, e seus caroços nos fazem engasgar, veja em Gálatas 5:19.

O mundo tem ansiado por provar dos frutos do Espírito, e onde estão esses frutos? O mundo só vai conhecer aquilo que pregamos, quando de fato vivermos em nossas vidas. O mundo somente vai conhecer a Deus, quando nos manifestarmos como filhos de Deus.

O apóstolo Paulo foi alguém que gerou excelentes frutos, e um desses frutos foi seu discípulo Timóteo. Paulo como ramo, gerou diversos outros ramos, e Timóteo era um desses. E em diversas passagens, vemos Paulo cuidando de seus frutos, e podando a vida de Timóteo, veja em I Timóteo 6:11 e II Timóteo 3:17.

Apesar de ter gerado excelente fruto, Paulo não ficava se vangloriando, utilizando seus discípulos como troféus como vemos em II Timóteo 2:2-4, onde Paulo instrui Timóteo a ser fiel aos seus próprios frutos, a ser fiel aos seus próprios ramos, afim de, se apresentar aprovado diante de Deus, como lemos mais à frente no versículo 15.

Em uma videira frutífera cheia de ramos, o seu tronco acaba não aparecendo muito, mas com toda certeza está lá. Os ramos acabam por virar um espelho do tronco, refletindo toda estabilidade que o tronco oferece aos ramos. Nós como igreja, devemos ser espelhos da glória de Deus, como lemos em II Coríntios 3:18. Então, além de ramos somos espelhos, e devemos transmitir a face de Cristo, assim como os ramos transmitem a estabilidade do tronco da videira.

Vejamos algumas características de um espelho:

  1. Espelho é mudo, não fala nem emite opinião

Como somos cheios das nossas próprias vontades e gostos não é mesmo? Mas enquanto formos assim, nunca emitiremos a face de Cristo nessa terra. Os galhos e ramos de uma videira não fazem aquilo que querem, mas aquilo que o tronco determina. O espelho não faz aquilo que quer, mas aquilo que está sendo refletido, assim também a corpo de Cristo também não pode fazer aquilo que quer, mas aquilo que o Cabeça, aquilo que Jesus Cristo determinar.

2.  Espelho precisa ser limpo

Espelho embaçado não reflete bem uma imagem, a imagem fica turva, sem definição ao certo. O pecado e a negligência sujam nossas vidas como espelhos de Deus, e impedem que as pessoas vejam Jesus definido em nossas vidas. Enquanto não formos limpos pelas mãos do Senhor, ninguém vai conseguir definir aquilo que somos em Cristo. É somente através do sangue de Jesus que podemos ser completamente limpos, livres de toda sujeira.

3.Espelho de Deus precisa ser plano

Existem três tipos de espelho: o plano, o côncavo e o convexo. Esses dois últimos, não servem para serem espelhos de Deus. Os espelhos côncavos e convexos deformam a imagem capturada, logo, o cristão que tem sido espelho côncavo ou convexo tem deformando a imagem de Cristo, tem passado algo que o Senhor Jesus não é. Infelizmente temos visto isso com freqüência, pessoas distorcendo a imagem de quem Cristo é deformando a imagem de Jesus e também do evangelho.

Um verdadeiro espelho de Deus precisa ser plano, precisa ser reto diante de Deus para transmiti-lo em retidão, sem qualquer deformação.

4. Espelho precisa de luz

Sem luz no ambiente, um espelho não consegue refletir imagem alguma. Se a luz estiver fraca é até possível refletir algo, porém não vai passar de um vulto, tornando assim impossível identificar a imagem que está sendo refletida. Se quisermos de fato ser um espelho de Jesus, devemos estar embaixo de sua luz.

Um espelho sem luz é o mesmo que um ramo ou galho fora da videira, fica sem vida e não serve para mais nada.

Se você não tem gerado, se você tem estado seco, ainda há tempo para você. Enquanto não for cortado da Videira ainda há tempo. Como a palavra diz em João 15:6, somente não vai dar mais tempo depois de ser cortado e lançado ao fogo. Aproveite essa chance que Deus nos dá, chance de sermos podados como ramos. Chance de sermos mudos, limpos e retos como espelhos de Deus.

Na época de Noé, a bíblia descreve que ele foi o único justo encontrado diante de toda a terra. Deus o viu por isso e colocou um projeto grandioso e poderoso em suas mãos, uma arca para construir. A arca serviu para resgatar da morte a vida humana e a vida dos animais, assim preservando-os. Hoje Deus também nos dá uma arca para construir. Hoje essas arcas são conhecidas como células. É na célula que as pessoas vão para serem salvas, transformadas e renovadas. Mas isso só vai acontecer se formos de fato espelhos de Deus, porque somente assim é que vamos atrair a atenção das pessoas. Para isso é necessário sermos os ramos ligados na Videira Verdadeira, pois somente assim vamos dar muitos frutos, frutos doces e sem caroços.

Como podemos ler no livro de Salmos 1, se formos espelhos e estivermos ligados na videira, seremos como as árvores plantadas junto ao ribeiro, e daremos muitos frutos no tempo certo, e jamais iremos secar, e tudo aquilo que fizermos irá prosperar. Que em nome de Jesus, nós como igreja, aceitemos cada uma dessas palavras aqui descritas, que servem de poda em nossas vidas, e assim sermos tratados em cada aspecto necessário, a fim de darmos muitos frutos, frutos bons e saudáveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>