Depois do Sangue, Há Posicionamento

Pastor Vagner de Oliveira

Texto Base: Josué 2:1-19

Conhecemos a história de Moisés, que foi quase morto quando bebê, deixado em um cesto no rio por sua mãe e achado pela filha de faraó. Cresceu como sendo um egípcio, e quando adulto, foi levantado pelo Senhor para libertar o seu povo da escravidão. Depois das dez pragas o faraó liberou o povo de Deus para seguir o seu caminho até a terra prometida, depois do Senhor ter ferido todo primogênito sobre o Egito na décima praga. Então o povo cruza o mar em meio a um milagre do Senhor, e passa a viver uma nova jornada pelo deserto. Longos quarenta anos andando em círculos, onde passando por várias provações e situações enfim avistam a terra prometida, que mana leite e mel. Nesse meio tempo Moisés morre, e Josué um de seus seguidores foi levantado por Deus para liderar o povo e tomar posse da nova terra. Josué envia dois espias para ver a terra, onde chegando lá passam a noite na casa de uma mulher para dormirem, mas acabam sendo descobertos e passando a ficar em perigo, e é aqui que começa a nossa ministração.

Os espias estavam na casa uma mulher, chamada Raabe, que a bíblia descreve por ser uma prostituta. Ela abriu a porta para dois estranhos que nem sequer eram de sua pátria, mas ao saber que eles eram servos do Deus de Israel, prontamente os acolheu, e posteriormente os escondeu do rei que queria mata-los.

O povo daquela terra havia ouvido sobre tudo que Deus fez no Egito, então eles tinham medo do que poderiam acontecer com eles também. Raabe também sabia de tudo quanto havia acontecido, mas ainda assim não os entregou, mas pediu da misericórdia de Deus na vida dela e da família dela para os espias. Essa atitude de Raabe fez toda a diferença na sua vida que terminou vitoriosa. Vamos ver alguns princípios na vida de Raabe para alcançarmos vitórias sobre nós também.

1) Sangue do Cordeiro: O sangue de Cristo nos liberta e nos santifica. O mesmo sangue que foi derramado lá na cruz. De nada adianta ter o conhecimento mas não ter o sangue. Raabe diz que ela e todo o povo daquela terra tinha o conhecimento de tudo que o Senhor havia feito para libertar o seu povo, porém ninguém ali tinha o sangue do cordeiro, então estavam fadados a destruição. Sem sangue não tem salvação, não tem remissão dos pecados.

O diabo não se importa com o quanto eu vou aos cultos, ou o quanto de cursos eu faço, o diabo se importa com o quanto eu sou lavado pelo sangue de Cristo, pois o sangue nos dá a identidade de Cristo. O sinal para Raabe ser salva junto com sua família era o de pendurar o cordão vermelho na sua janela, e isso representa o sangue de Cristo. Aquele cordão representava um novo tempo na vida de Raabe. Em outras palavras aqueles espias estavam dizendo: “Não somos nós que vamos te salvar e abençoar, mas sim o Senhor”. Somente o sangue é que nos traz a vida.

Se o sangue de Cristo não estiver em nós todos os dias, nos tornamos “crentes carnais”, sem identidade. Perdemos a identidade pela falta de intimidade. Quando Moisés ainda estava no Egito e as pragas estavam vindo, na última praga, quanto todo primogênito entre homens e animais iriam ser mortos, na páscoa do Senhor, os primogênitos do povo de Deus não morreram, porque o sangue do cordeiro estava sobre a porta da casa deles, eles estavam sendo identificados, e era o sangue que trazia essa identidade na vida deles e os protegia do anjo da morte. Onde falta sangue o diabo tem livre acesso.

É impossível termos um ano novo sem tomar novos posicionamentos, sem novas atitudes, e é preciso avaliar isso em nossas vidas. Precisamos estar cobertos pelo sangue do Cordeiro. É preciso se arrepender de todos os nossos pecados, não os deixe acumular.

2) Não ceder às pressões do inimigo: Não adianta de nada ter o sangue e simplesmente parar. É preciso também posicionamento. Raabe escolheu ficar ao lado do povo de Deus, ela queria fazer parte desse povo agora.

Era para as pessoas quererem ser parecidas conosco, mas muitas vezes somos nós temos nos parecido com pessoas normais. Precisamos dizer “não” para tudo aquilo que não é de Deus. Temos visto crentes parecidos com o mundo, estamos “afrouxando”, mas de forma alguma podemos abaixar o padrão. É necessário tomar posição contra tudo aquilo que é contra a Igreja de Jesus Cristo, e Raabe foi uma mulher de posicionamento. Onde quero chegar? Quem quero ser? Precisamos ter uma mente renovada, conforme lemos em Romanos 12:2, e sermos cristãos firmes conforme a palavra de Deus.

Muitos se decepcionam pelo fato de estar olhando para homens, por isso o nosso foco deve ser sempre o Senhor, o Único que nunca irá nos decepcionar. Quando estamos com os olhos no Senhor, não importa o que fizeram ou o que deixaram de fazer. Sabe o que importa realmente? Importa que através do Senhor eu fui salvo e agora nova criatura sou, e todas as coisas velhas já se passaram. (2 Coríntios 5:17)

Devemos nos posicionar não somente para nós, mas também para a nossa família, e todos os nossos bens também. O sangue que está sobre nós, escorre para nossos pais, mães, irmãos e irmãs, e todos aqueles que fazem parte de nossa vida. Logo é necessário darmos um bom testemunho sobre as nossas vidas. Aquilo que fazemos, nossas atitudes, nossas ações e reações vão falar muitos mais alto do que as nossas palavras. Nesse ano teremos muitas oportunidades, mas é necessário nos posicionar em testemunho.

Quanto tempo eu tenho orado por dia? O quanto me coloco na presença de Deus? O quanto eu quero ser um referencial? Posicionamento também envolve busca por mais do Senhor. Tempo todos nós temos o mesmo: vinte e quatro horas por dia! A diferença está nas prioridades que temos sobre o nosso tempo, então qual tem sidos as minhas prioridades? A prioridade de Raabe era a família dela estar junto com ela e com Deus. Para tomar uma posição, é preciso pagar o preço.

3) Correr riscos: Raabe ao esconder os espias em sua casa para os proteger, correu inúmeros riscos como o de ser morta ou de ser prisioneira, juntamente com toda a sua família, mas ainda assim ela arriscou. Quem não tem coragem de assumir riscos, não está pronto para conquistar, para ir adiante.

A vida cristã por si só é cheia de riscos. Corremos o risco de sermos humilhados pelas pessoas, de perder amigos, de não ter o apoio de familiares, ou ser taxado de fanático ou careta. Mas o sangue de Cristo me leva a não ceder e não pecar, nem afrouxar. É preciso ter uma metanóia, uma mudança de mente, conforme vimos em Romanos 12:2.

Temos aprendido em nossos cursos, que nós somos um espírito, habitamos em um corpo e possuímos uma alma. Nossa alma por sua vez pode ser dividida em três partes: mente, emoção e vontades. É necessário sabermos de tudo isso para nos protegermos de todo ataque do maligno que possa ocorrer sobre as nossas vidas.

No texto de Efésios 6:10-18, vemos que está disponível para nós uma armadura capaz de nos proteger contra todo ataque do inimigo. É na nossa mente que o diabo começa a agir, por isso devemos estar com o capacete da salvação. Depois com a mente infectada, ele parte para o coração, que deveria estar protegido pela couraça da justiça, me fazendo querer ficar parecido com o mundo. O diabo queria entrar na casa de Raabe, mas ele não podia porque lá tinha o cordão, lá tinha o sangue! Com a mente e o coração infectados, o diabo domina o caminho da pessoa, que perde o calçado do evangelho, perde o caminho das boas novas, ficando sem rumo e totalmente dominada pelo inimigo.

Porém não importa as condições em que alguém se encontra, pois o sangue de Cristo lava, restaura, e nos faz pessoas novas! O sangue me lava, é isso que vai fazer a diferença. Após aquele episódio, Raabe foi salva e mais que isso, sua família foi salva juntamente com ela. E a maior evidência que o sangue de Jesus nos lava e purifica por completos, está no fato de que Raabe, uma ex-prostituta, foi salva e entrou na genealogia de Jesus Cristo. Podemos ler isso lá em Mateus 1:5, Raabe salva e restaurada fazendo parte da descendência de Jesus. Se Jesus nasceu é porque Raabe fez parte disso. E não para aqui, em Hebreus 11 vemos pessoas intituladas como “heróis da fé”, e lá está também Raabe sendo citada no versículo 31. Vemos também no texto de Tiago 2:25, Tiago falando sobre Raabe, dizendo que a fé sem obras é morta, ou seja, Raabe teve fé mas também se posicionou e fez algo.

Podemos concluir então, que Raabe marcou a história porque ela se posicionou, teve fé e foi para cima contra o inimigo. Que nesse começo de ano, possamos nos posicionar como Raabe, não importando nossa atual situação, mas tomando posse do sangue de Jesus sobre as nossas vidas, resistindo as pressões do inimigo e correndo todo risco que for necessário, para assim termos uma identidade em Cristo, e permanecermos vitoriosos sobre tudo o que nos for proposto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>